Clinical Psychology and Counselling

The Master in Clinical Psychology and Counselling is crucial for professional accreditation in Psychology. It allows students to further their theoretical knowledge on human beings and their issues, as well as develop specific skills in psychological intervention, for example, in clinical practice in helping relationship and counselling; in several professional situations in which relation skills are decisive, as in team management, institutional or professional relations management; in psychological assessment; in psychological diagnosis).
Though theoretical learning is included, important to consolidate knowledge on psychology, experiential learning is favoured which allows for integrated perspective on psychological intervention. As an example, in the courses on Counselling and Family Therapy I and II, professional psychodrama is used, which is considered an experiential learning tool; in the CUs Transdisciplinary Topics in Psychology, students actively participate in organizing and disseminating conferences.
In the 2nd year (semesters 3 and 4), students should prepare and present a dissertation or they should do a curricular traineeship and write the traineeship report or a mix of the two (dissertation, traineeship, traineeship report). Students are able to do their traineeship in different institutions, namely, in primary health care, in hospitals, in teaching and rehab institutions, in nursing homes and support centres to different populations and issues.
The Master degree in Clinical Psychology and Counselling is awarded upon completion of the CUs and approval of Dissertation (Research) or Traineeship Report (Traineeship) or in both (mix).

 

Program Specificities

Students can observe Psychology and Speech Therapy appointments (by lecturers in the Bachelor in Psychology at UAL, psychologists accredited by the Portuguese Psychology Association – OPP);
• Personal Development and Academic Integration Workshop (carried out at the beginning of the academic year).
The Counselling Office (GAPS) provides psychological support to all those in the academic community going through personal problems.
Students have access to Psychometric and Neurosciences Labs; participation in the Mentoring office. The best Master students may apply to a scholarship, which will allow them to provide support to Bachelor students struggling at university; the Master dissertations are integrated in the research conducted in the Psychology Research Centre (CIP); Master supervisors are members of CIP.
Development of extracurricular solidarity activities. Active participation of students in organizing such activities fosters their social, personal and professional skills.

In semesters 3 and 4 choose only one of the groups (a), (b) or (c).

    Plano Curricular

    - Prof. Doutor Tito Laneiro

    Sensibilizar os alunos para os conceitos e a prática da intervenção em Aconselhamento, numa perspetiva humanista. Esta sensibilização parte de um aprofundamento conceptual que se pretende apoiado na observação e análise de casos reais, e na experiência da entrevista de ajuda.

    Os alunos deverão adquirir competências para:

    – Realizar entrevistas de ajuda numa perspetiva humanista;
    – Identificar os conceitos-chave associados ao aconselhamento centrado no cliente;
    – Debater e explicar, com clareza e profundidade, os princípios teóricos em que assenta a Abordagem Centrada na Pessoa;
    – Identificar as diversas formas que o aconselhamento pode assumir, numa perspetiva humanista

    - Professor Doutor João Hipolito - Prof.ª Doutora Mónica Pires

    São abordados o Paradigma Sistémico e a Teoria Geral dos Sistemas assim como as suas implicações para a compreensão da família.

    Os alunos deverão:

    • Adquirir uma visão crítica dos paradigmas científicos e de análise vigentes e a destrinca entre o paradigma cartesiano e sistémico;
    • Compreender a história da família e sua contextualização sociocultural, como instituição;
    • Adquirir conhecimentos relativos as dinâmicas familiares e sua intersubjetividade e mecanismos de autorregulação e homeostasia;
    • Compreender os fundamentos da teoria sistémica e sua aplicação;
    • Demonstrar capacidade de compreensão clínica e análise dos diversos processos familiares;
    • Revelar capacidade de compreensão clínica das diversas vulnerabilidades e perturbações familiares;
    • Compreender os processos de transgeracionalidade;
    • Adquirir competências para elaborar um genograma familiar.

    - Prof. Doutor Carlos José Godinho Calado - Prof.ª Doutora Cláudia de Castro - Prof. Doutor Joaquim Monteiro - Prof.ª Doutora Sandra Bastos-Figueiredo

    Escolher apenas uma das duas opções:

    1. Conhecer os principais aspetos clínicos das doenças neurológicas, nomeadamente sinais e sintomas, etiologias, fisiopatologia e terapêutica;
    2. Conhecer as principais doenças neurológicas;
    3. Desenvolver a noção do papel do psicólogo clinico e d e aconselhamento no tratamento das doenças neurológicas;
    4. Perceber a complementaridade entre a Medicina e a Psicologia no tratamento destas doenças.

    - Prof.ª Doutora Ana Gomes

    • Conhecer e utilizar modelos teóricos sobre o desenvolvimento infantil. Fatores protetores e fatores de risco;
    • Conhecer, diferenciar e justificar os modelos teóricos sobre as perturbações psicológicas na idade infantil ena vida adulta;
    • Refletir sobre a prevenção das perturbações da pessoa.

    - Prof.ª Doutora Rute Brites - Prof.ª Doutora Luísa Ribeiro

    Reconhecer a importância da Relação Psicológica com o Cliente;

    Integrar as consequências e o impacto que a Relação Psicológica exerce na pessoa do Cliente e no processo terapêutico;

    Compreender como a Relação Psicológica com o Cliente funciona como ponto de partida e desenvolvimento na atividade da psicologia;

    Fomentar e desenvolver competências individuais que possibilitem uma adequada Relação Psicológica com o Cliente (psicoterapia de apoio);

    Possibilitar a aquisição de conhecimentos relevantes que permitam desenvolver uma atitude de reflexão crítica sobre a relação Psicológica com o Cliente;

    Abordar bases da situação clínica inerentes ao setting (1ª sessão, diagnóstico, prognóstico, contrato terapêutico, outras variáveis);

    Analisar a importância das variáveis do profissional e do cliente, inerentes ao processo de relação psicológica, em contextos específicos;

    Abordar diferentes formas de intervenção terapêutica, com populações específicas;

    Sensibilizar para a necessidade e pertinência da ética profissional.

    - Prof. Doutora Odete Nunes - Professor Doutor João Hipolito

    • Estudar os conceitos teóricos associados à vivência da saúde e à prática de comportamentos de saúde, numa perspetiva de análise antropológica;
    •  Aprofundar o estudo da saúde enquanto construção social;
    • Compreender as implicações sociais e culturais das representações de saúde e da medicina e  e as diferenças entre o saber ocidental e oriental;
    • Conhecer os significados do conceito de saúde e debater sobre as diferenças, em termos de cultura e de sociedade, entre os hábitos de cura e de promoção da saúde.

    - Professor Doutor João Hipolito - Prof.ª Doutora Sandra Bastos-Figueiredo

    • Proporcionar aos alunos uma visão geral sobre vários temas transversais às várias áreas da Psicologia. Abordam-se questões teóricas e filosóficas, pratica, investigação, modelos psicoterapêuticos, ética e temas atuais em Psicologia;
    • Proporcionar uma visão geral e crítica de alguns dos principais temas da Psicologia, que não são abordados no âmbito de outras unidades curriculares, e que se revelam fundamentais para a formação;
    • Proporcionar um espaço de discussão, reflexão e sensibilização para questões atuais, nomeadamente populações e problemáticas específicas no âmbito da intervenção da psicologia;
    • Aprofundar temas pertinentes para a formação do psicólogo.

    - Prof. Doutor Tito Laneiro

    No seguimento da UC de Psicologia Aconselhamento I, pretende-se que os alunos aumentem o seu nível de formação teórico-prática, assente no aprofundamento de conceitos que caracterizam a perspetiva humanista, nomeadamente a teoria da personalidade e a utilização das 6 condições necessárias e suficientes para a mudança, como meio de “diagnóstico relacional”.
    Estas aprendizagens permitir-lhes-ão realizar intervenções, na prática do aconselhamento psicológico, adequadas aos contextos com que se deparam no decorrer da atividade profissional, nomeadamente clínicos ou mais direcionados para a promoção/ manutenção da saúde.

    No final, os alunos deverão ser capazes de analisar criticamente a sua forma-de-estar durante a realização de entrevistas de ajuda; analisar casos estudados à luz da teoria da personalidade humana; analisar a potencialidade terapêutica de casos apresentados, através do recurso às 6 condições necessárias e suficientes para a mudança como meio de “diagnóstico relacional”.

    - Professor Doutor João Hipolito - Prof.ª Doutora Rute Brites

    Estudar os aspetos teórico-práticos dos diferentes modelos de intervenção da psicoterapia de Família. São abordados conteúdos referentes ao paradigma Sistémico e a sua adequação à Terapia Familiar nos diversos modelos conceptuais de intervenção terapêutica.

    Os alunos deverão:

    • Compreender os fundamentos da teoria sistémica e sua aplicação;
    • Compreender os diversos modelos teóricos de abordagem e intervenção com a família;
    • Demonstrar capacidade de compreensão e análise dos diversos processos familiares;
    • Revelar capacidade de compreensão clínica das diferentes vulnerabilidades e perturbações familiares;
    • Compreender os diferentes modelos terapêuticos de base e sua aplicação à terapia de família;
    • Compreender a dinâmica familiar observada nas sessões terapêuticas e o tipo de intervenção prestada;
    • Desenvolver competências de análise clínica;
    • Desenvolver competências de realização de um genograma familiar e compreender a riqueza da sua utilização e análise.

    - Prof.ª Doutora Ana Gomes - Prof.ª Doutora Rute Brites

    • Utilizar diferentes modelos teóricos, que estão na base da consulta psicológica com bebés, crianças, adolescentes, adultos e idosos.
    • Pensar a consulta psicológica com base num desenho coerente da metodologia do diagnóstico progressivo (“guidelines for the assessment process”) e da planificação de intervenção de orientação/indicação dos casos clínicos.
    • Melhorar conhecimentos, justificar e integrar as técnicas fundamentais da entrevista e da observação e as técnicas complementares (testes).
    • Saber formular a hipótese de diagnóstico definitivo à luz da análise e da síntese dos resultados qualitativos e quantitativos obtidos.
    • Refletir e praticar as garantias éticas requeridas na avaliação psicológicas e no planeamento da intervenção.
    • Conhecer, avaliar e praticar o planeamento da intervenção.
    • Repensar os desenhos clínicos que se utilizam nas consultas psicológicas

    - Prof. Doutor Manuel Sommer

    • Conhecer as bases, objetivos e âmbito da intervenção em psicologia e sociologia dos Comportamentos Desviantes;
    • Compreender a importância da intervenção da Psicologia no âmbito das organizações que intervêm nesta área e demais contextos ligados à marginalidade e à delinquência;
    • Conhecer o papel do psicólogo no contexto da psicologia dos comportamentos desviantes e da intervenção para a mudança nesta área.

    - Prof. Doutor Joaquim Monteiro

    • Conhecer os modos de ação, de apresentação, das indicações e dos efeitos desejáveis e indesejáveis (secundários, colaterais, graves) de fármacos e, em especial, de psicofármacos.
    • Conhecer as diferentes formas de terapia, a discutir de acordo com o paciente.
    • Conhecer uma afeção e seus sintomas, saber fazer a anamnese de saúde e medicamentosa com Genograma e distinguir em pacientes os efeitos secundários através da Escala de Mannheim.
    • Distinguir o que é próprio da doença e o que advém dos efeitos secundários dos medicamentos que tomam.

    - Professor Doutor João Hipolito - Prof.ª Doutora Sandra Bastos-Figueiredo

    • Proporcionar aos alunos uma visão geral sobre vários temas transversais às diferentes áreas da psicologia.
    • Abordar, de acordo com o estado da arte, questões teóricas e filosóficas, tipos de práticas, investigação, modelos psicoterapêuticos, princípios éticos e deontológicos.
    • Possibilitar a complementaridade e o alargamento de temáticas que vão para além do currículo proposto nas UCs e que alicercem a formação em psicologia.
    • Contactar com saberes, experiências de profissionais e investigadores de elevado mérito. Atualizar conhecimentos de “ponta” ao nível da ciência, impossíveis de prever e consequentemente, de enquadrar nas UCs em funcionamento.

    - Professor Doutor João Hipolito

    • Estudar os conceitos teóricos associados à vivência da doença e à manutenção de comportamentos de risco, numa perspetiva de análise antropológica; aprofundar o estudo da doença enquanto construção social;
    • Compreender as implicações sociais e culturais dos saberes médicos, e as diferenças entre o saber ocidental e oriental.
    • Conhecer os significados da doença e debater sobre as diferenças, em termos de cultura e de sociedade, entre o saber médico ocidental e oriental.

    - Prof.ª Doutora Rute Brites - Prof.ª Doutora Tânia Brandão

    Via Mista (Dissertação e Estágio).

    • Preparar os alunos para a reflexão epistemológica e para o domínio das bases da teoria do conhecimento
    • Dar a conhecer alguns dos principais representantes da epistemologia contemporânea
    • Sistematizar elementos e formatos da metodologia científica.
    • Listar alguns dos principais instrumentos de medida utilizados em psicologia.

    Via Investigação (Dissertação).

    Escolher apenas entre um dos Grupos a), b) e c):

    • Via Investigação (Dissertação)
    • Via Profissionalizante (Estágio)
    • Via Mista (Dissertação e Estágio)

    Via Profissionalizante (Estágio).

    - Prof.ª Doutora Mónica Pires

    Via Mista (Dissertação e Estágio).

    • Estimular a capacidade de análise e de reflexão sobre a pertinência do tipo de intervenções que observam e sobre a gestão das dinâmicas institucionais.
    • Ajudar os alunos a sedimentar competências e conhecimentos teóricos relativamente à intervenção psicológica nos diferentes locais de estágio. Acompanhar os alunos na prática clínica no âmbito da realização do seu estágio académico.
    • Sensibilizar os alunos para as questões éticas e deontológicas ligadas à profissão de psicólogo, tais como, a conduta e postura do profissional.

    Via Profissionalizante (Estágio).

    Via Mista (Dissertação e Estágio).

    - Prof.ª Doutora Mónica Pires

    Via Mista (Dissertação e Estágio).

    Via Mista (Dissertação e Estágio).

    - Professor Doutor João Hipolito - Prof.ª Doutora Sandra Bastos-Figueiredo

    • A unidade curricular tem como principal objetivo proporcionar aos alunos uma visão geral sobre vários temas transversais às várias áreas da Psicologia. Abordam-se questões teóricas e filosóficas, pratica, investigação, modelos psicoterapêuticos, ética e temas atuais em Psicologia;
    • Pretende-se proporcionar uma visão geral e crítica de alguns dos principais temas da Psicologia, que não são abordados no âmbito de outras unidades curriculares, e que se revelam fundamentais para a formação;
    • Os temas abordados têm como objetivo proporcionar um espaço de discussão, reflexão e sensibilização para questões atuais, nomeadamente populações e problemáticas específicas no âmbito da intervenção da Psicologia;
    • Aprofundar temas pertinentes para a formação do psicólogo.

    - Prof.ª Doutora Rute Brites - Prof.ª Doutora Iolanda Galinha

    Via Investigação (Dissertação).

    • Ajudar os alunos no aperfeiçoamento dos projetos de investigação e do curso da mesma com base na metodologia científica
    • Ajudar a desenvolver uma atitude autocrítica e de análise relativamente aos projetos de investigação
    • Possibilitar uma preparação para a apresentação pública do trabalho realizado
    • Saber estruturar e delinear um projeto e desenvolver uma investigação
    • Saber analisar autocriticamente as investigações em curso
    • Saber apresentar publicamente uma investigação tendo em conta a gestão de tempo, clareza no discurso
    • Saber argumentar criticamente sobre o trabalho realizado

    Via Investigação (Dissertação).

    Via Profissionalizante (Estágio).

    - Prof.ª Doutora Mónica Pires

    Via Profissionalizante (Estágio).

    Via Profissionalizante (Estágio).

    - Prof. Doutora Odete Nunes - Prof.ª Doutora Mónica Pires

    Via Mista (Dissertação e Estágio).

    Via Mista (Dissertação e Estágio).

    - Professor Doutor João Hipolito - Prof.ª Doutora Sandra Bastos-Figueiredo

    • A unidade curricular tem como principal objetivo proporcionar aos alunos uma visão geral sobre vários temas transversais às várias áreas da Psicologia. Abordam-se questões teóricas e filosóficas, pratica, investigação, modelos psicoterapêuticos, ética e temas atuais em Psicologia;
    • Pretende-se proporcionar uma visão geral e crítica de alguns dos principais temas da Psicologia, que não são abordados no âmbito de outras unidades curriculares, e que se revelam fundamentais para a formação;
    • Os temas abordados têm como objetivo proporcionar um espaço de discussão, reflexão e sensibilização para questões atuais, nomeadamente populações e problemáticas específicas no âmbito da intervenção da psicologia;
    • Aprofundar temas pertinentes para a formação do psicólogo.

    Prof. Doutor Carlos José Godinho Calado

    Prof.ª Doutora Cláudia de Castro

    Prof. Doutor Joaquim Monteiro